Primeiro dia de blitz do Detran para avaliar estado dos veículos surpreende motoristas


O primeiro dia de blitzes da operação Detran Seguro pegou motoristas de surpresa. Até o meio da manhã desta segunda-feira, três veículos em situação irregular foram removidos para o Pátio Legal de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Foram dois carros e uma motocicleta. Os veículos são parados para conferência da documentação e do estado. O vice-presidente do Detran, o delegado federal Marcelo Bertolucci, informou que nesse primeiro momento motoristas de veículos flagrados em mau estado de conservação, como pneus carecas e para-brisas rachados, por exemplo, estão tendo de 40 minutos a uma hora para resolverem os problemas no local das blitzes. Se nesse tempo não forem sanadas as irregularidades, o veículo será rebocado.

Foi o que aconteceu com o Santana Quantum LIV-9244, da Serralheria Transportaço. Parado numa das três blitz que acontecem simultaneamente na cidade, na região metropolitana e no interior, o veículo foi flagrado com três pneus carecas. Com o prazo de uma hora para resolver os problemas, os três funcionários acabaram desistindo e o veículo foi rebocado.

-Acho uma boa trabalhar dessa forma dando tempo para que os motoristas resolvam os problemas na hora. Mas não conseguimos os três pneus em tempo hábil e infelizmente estamos indo embora a pé – lamentou o serralheiro Maicon Francisco da Silva Almeida, de 35 anos.

Um caso inusitado, mas que foi resolvido com bom senso aconteceu quando a câmera inteligente (OCR) que envia dados sobre os veículos que passam ao sistema do Detran, flagrou o Astra de placa LPQ – 9957, cujo motorista está com a carteira de habilitação suspensa. O veículo possui cinco autuações. Apesar disso, como o motorista transportava uma deficiente visual, ele foi liberado com a chegada de um motorista em situação regular.

– A situação do motorista vai se agravar junto ao Detran, mas o bom senso nos fez liberar o veículo para não constranger a pessoa debilitada – comentou o vice-presidente do Detran, Marcelo Bertolucci.

O presidente do órgão, Luiz Carlos das Neves, explicou que o Detran seguro observa sete itens dos veículos que precisam estar ok.

– Vidros, lataria, faróis, setas, placas, pneus e o kit gás devem estar funcionando e em bom estado de conservação. O foco do Detran é proporcionar um trânsito seguro. Esse é o nosso objetivo e por isso o nome da operação. o que nós queremos é trazer o motorista para o nosso lado e que ele se conheciam tize que o veículo deve estar em plenas condições que garanta a sua segurança e não coloca em risco a vida das pessoas.

As operações serão diárias até mesmo nos sábados e domingos, explicou o presidente do Detran:

– Começamos com três no município, na Região Metropolitana e no interior com operações das 9h ao meio-dia e, à tarde, das 13h às 17h. E vamos aumentar gradativamente. Acredito que isso vai melhorar a situação. O foco é muito mais na orientação do que na repressão. Esse é o principal objetivo do Detran. A gente quer tirar aquela pecha, aquela imagem de um órgão repressor. Queremos que o motorista se conscientize e lute por um trânsito mais seguro – disse o presidente do Detran, que participou do início de uma das operações.

Os motoristas que são flagrados com alguma irregularidade que não ponha em risco o trânsito de veículos, como licenciamento atrasado e faróis danificados durante o dia, por exemplo, recebe um check list, um documento do Detran que não autoriza o infrator a circular com seu veículo.

– Ele deve recolher seu veículo em casa e procurar um dos postos do Detran para resolver a situação. Se for pego em outra blitz terá o veículo apreendido – explicou o vice-presidente do órgão.

O analista de sistemas José Carlos Mendes foi parado com seu Chevette 1988 de placa LGZ-2475. O estado de conservação do carro foi considerado bom e a documentação do motorista está ok. Mesmo assim ele aguardou a entrega de um check list, que nesse caso funciona apenas como um documento que comprova que ele foi submetido a uma blitz.