Jovem morre e criança fica ferida em comunidade de Bangu


Uma jovemde 17 anos, identificada como Margareth Teixeira, morreu e uma criança, de dois anos, ficou ferida de raspão no pé, na noite desta terça-feira, após serem vítimas de balas perdidas na comunidade 48, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. A PM fez uma operação no local, onde dois suspeitos, que não foram identificados, também morreram.

Segundo a polícia, tanto os suspeitos quanto a jovem foram encaminhados para o Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste, mas não resistiram aos ferimentos. A criança,q ue é do sexo masculino, foi para a mesma unidade de saúde, mas, de acordo com a PM, passa bem.

Também na ação da PM foram apreendidos dois fuzis, duas pistolas, uma granada, seis carregadores de fuzil, 12 carregadores de pistola, dois rádios transmissores, um cinto de guarnição e munições para pistola.

Dois fuzis, duas pistolas e uma granada foram apreendidos pela PM em uma operação em Bangu
Dois fuzis, duas pistolas e uma granada foram apreendidos pela PM em uma operação em Bangu Foto: Reprodução/ Pmerj

Margareth era casada e deixa um filho de dois anos. O caso está registrado na 34ª DP (Bangu).

Seis jovens mortos em cinco dias

Margareth Teixeira é a sexto jovem que morreu baleado em cinco dias. Outras cinco famílias choraram a perda de jovens para a violência na Região Metropolitana do Rio. Dyogo Costa Xavier de Brito, foi enterrado nesta terça-feira aos 16 anos. O adolescente, que sonhava ser jogador de futebol, foi morto com um tiro nas costas durante operação policial na Favela da Grota, em Niterói. Da manhã da última sexta-feira até a tarde de segunda-feira, também foram mortos a tiros Gabriel Pereira Alves, de 18 anos, Lucas Monteiro dos Santos Costa, de 21, Tiago Freitas, de 21, e Henrico de Jesus Viegas de Menezes Júnior, 19 anos. Dyogo e Henrico foram mortos durante ações da Polícia Militar. Gabriel, que também tinha o sonho de se tornar jogador de futebol, foi atingido por uma bala perdida a caminho para a escola, na Tijuca. Já Lucas e Tiago foram executados por um grupo que invadiu uma festa em Água Santa.