Drogaria Venancio oferece vacina gratuita contra sarampo

A Venancio oferecerá gratuitamente a vacina contra o Sarampo em 20 lojas, entre terça-feira (03) e sábado (07), das 9h às 16h. A campanha é uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.

Na drogaria a vacina pode ser aplicada em pessoas de 15 a 59 anos. Menores de 15 anos devem comparecer a uma unidade básica de saúde. Confira a lista de lojas que aplicarão as vacinas:

· Barra da Tijuca: Av. das Américas, 500 / Bloco 8, lojas 119 a 122
· Barra da Tijuca: Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3050
· Bonsucesso: Praça das Nações, 292
· Botafogo: Rua Voluntários da Pátria, 128
· Centro: Rua da Quitanda, 89 (esta unidade não abrirá no dia 07/03)
· Copacabana: Av. Nossa Senhora de Copacabana, 791
· Flamengo: Rua Marquês de Abrantes, 88
· Freguesia: Estrada de Jacarepaguá, 7823
· Grajaú: Rua Barão de Mesquita, 1002
· Ilha do Governador: Estrada da Cacuia, 203 A
· Ipanema: Rua Visconde de Pirajá, 414
· Jardim Botânico: Rua Jardim Botânico, 726, lojas A e B
· Largo do Machado: Rua do Catete, 267
· Madureira: Estrada do Portela, 17 LJ
· Méier: Rua Dias da Cruz, 110
· Méier: Rua Dias da Cruz, 336
· Taquara: Rua Apiacás, 372
· Tijuca: Av. Maracanã, 834
· Tijuca: Praça Saens Peña, 31
· Vila Isabel: Av. Professor Manuel de Abreu, 693

Solicita-se apresentar a caderneta de vacinação na drogaria, para que seja avaliada se a dose a ser aplicada será a tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) ou dupla viral (sarampo e rubéola). Mas aqueles que não têm ou perderam a caderneta também devem comparecer aos postos. Após a avaliação do profissional de saúde, quem ainda não tomou as doses necessárias à proteção ou não sabe se já tomou será vacinado.

O estado do Rio de Janeiro teve 373 casos confirmados de sarampo em 2019 e mais de 180 em 2020. Dez estados já registraram casos de sarampo este ano. O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus de fácil contágio, e pode ser fatal. A transmissão ocorre pelo ar, quando o doente tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitá-la é pela vacina. Em caso de dúvidas, é importante procurar um profissional de saúde.

Importante ficar atento às situações em que a vacina não deve ser aplicada. É o caso de pessoas que apresentam febre moderada ou grave, para as quais recomenda-se adiar a vacinação até modificação do quadro, para não se atribuir à vacina as manifestações da doença. Também não é indicado o imunizante a quem recebeu imunoglobulina, sangue e derivados, transplantados de medula óssea, quem apresenta alergia severa ao ovo e gestantes. As lactantes podem e devem se vacinar contra o sarampo.