Dataprev lança portal de consulta da situação do auxílio emergencial

A plataforma feita em conjunto com o Ministério da Cidadania permite acompanhar o andamento dos pedidos

A Dataprev e Ministério da Cidadania lançam, nesta terça-feira (5), um portal para consulta da situação do auxílio emergencial. O endereço é https://portal.dataprev.gov.br//

O portal já está no ar e disponível para consulta pelo CPF de quem fez o pedido.

A consulta também pode ser feita nos endereços:  www.cidadania.gov.br/consultaauxilio e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br

Segundo a Dataprev, a plataforma informa todos os passos do requerimento realizado no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou portal da Caixa e permite acompanhar o detalhamento dos pedidos como: resultados, datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa, além da motivação da negativa do benefício. Também é possível conferir a análise da segunda solicitação.

Na noite desta segunda-feira (4), a Dataprev ativou a página de consultas para testes e mais de 500 mil acessos foram registrados.

Resultados

Em menos de um mês, 97,7 milhões de cadastros passaram pelos sistemas de conferência da Dataprev e foram homologados pelo Ministério da Cidadania, incluindo os três grupos descritos na Lei n. 13.982 de 2 de abril de 2020 (Informais, Bolsa Família e Cadastro Único).

– 50,5 milhões foram classificados pelos órgãos como elegíveis – atenderam aos critérios da lei.
– 32,8 milhões foram considerados inelegíveis; e
– 13,7 milhões estão inconclusivos e necessitam de complemento cadastral.

A Dataprev informa que 1,04 milhão de solicitações ainda está em processamento adicional em função da complexidade de cenários e cruzamentos e que técnicos dos dois órgãos devem concluir a análise das informações nesta semana.

A finalização do processamento dos requerimentos apresentados entre os dias 23 e 30 de abril, por meio do aplicativo e portal da Caixa, também estão previstos para o final da semana.

Mais de 95 milhões de cidadãos poderão ser beneficiados pelo auxílio emergencial do Governo Federal. O número considera os 50,5 milhões de CPFs elegíveis e os membros das suas famílias.