Escolas de Samba decidem aguardar até setembro para discutirem realização do Carnaval 2021

Em plenária realizada na Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), dirigentes das doze escolas de samba do Grupo Especial se reuniram para avaliar a pandemia de Covid-19 e decidiram aguardar até a primeira quinzena de setembro uma posição das autoridades para tomar uma decisão sobre o futuro dos desfiles na marques de Sapucaí em 2021.

O presidente da Liesa, Jorge Castenha, afirmou que após o mês de setembro, caso não tenha uma resposta sobre a vacina contra a Covid-19, será difícil realizar desfiles em 2021.

No início da plenária aconteceu uma homenagem póstuma a Luizinho Drumond, ex-presidente da Imperatriz, que foi representado filho Marquinhos Drumond, que assumirá a presidência da agremiação.