Freixo defende voto crítico em Paes: ‘O Rio tem que derrotar Crivella’

O deputado federal Marcelo Freixo, o maior nome do PSOL do Rio, não quer ficar em cima do muro no segundo turno das eleições e levará ao partido a sua proposta: “voto crítico” em Eduardo Paes (DEM) contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos). Vai aguardar a decisão do PSOL, mas acredita que a legenda não vá se omitir neste momento.

“Isso não significa apoio ao que representa o Eduardo. O PSOL tem que fazer oposição a ele na Câmara, tem que fazer a sua agenda e cobrar do prefeito o cumprimento de cada item. Mas, neste momento, existe uma coisa mais urgente. O Rio tem que derrotar Crivella”, disse.

Candidata do PSOL à prefeitura, a deputada estadual Renata Souza terminou a corrida em quinto lugar, com 3,24% dos votos. Mas o desempenho do partido na eleição para a Câmara de Vereadores foi muito melhor: elegeu sete (a maior bancada, empatada com as do Republicanos e do DEM). E ainda saiu com o vereador mais votado, Tarcísio Motta — que derrubou para segundo lugar Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.